terça-feira, 9 de maio de 2017

Bielsa e o lado negro da mídia.




Texto: Wagner Jung | Fonte/Fotos: CBF

Entre os maiores treinadores que conheço, tem um nome que encanta diversos argentinos. Entre "maradonistas" e "d'alessandristas", Bielsa é um nome que impõe respeito. Talvez até pelo início de carreira no Newls, a experiência internacional que já lhe colocou à frente de seleções como a de Chile e Argentina e clubes de ponta, como a Lazio no ano passado.

El louco Bielsa, como é carinhosamente apelidado, é uma das figuras mais reconhecidas no mundo do futebol, D'Alessandro já falou algumas vezes que foi um dos melhores técnicos que já teve a oportunidade de ser treinado.

Mesmo não tendo atingido grandes resultados em sua carreira, Bielsa ficou reconhecido por uma filosofia diferenciada, que através da confiança e exemplo, traduz o que espera da conduta do atleta. Mas não só isso, Bielsa tem uma visão clara do que movimenta a personalidade do atleta e como é a construção de um carácter.

Na "2° semana de evolução do futebol", realizada pela CBF, Bielsa deixou mais um ensinamento. Em meio sua participação na palestra, mostrou o lado sóbrio da imprensa, o quanto o torcedor é manipulado para que a manchete venda e também o outro lado, o sentimento do atleta.

"Como convencemos os outros?
 Com as palavras e exemplos, esses são os caminhos que temos para convencer o jogador. É o contato diário. Mas o resultado do procedimento educativo mais poderoso da sociedade não é mais a escola. São os meio de comunicação. Os meios de comunicação influenciam mais que a família e a escola, que são os elementos genuínos da formação. Isso é uma vergonha, que os meio de comunicações eduquem tantas pessoas!
 Pois os meio de comunicação tem interesses específicos e a educação tem um interesse diferente e as famílias tem uma expectativa diferente, dos meios de comunicação. E por que eu digo isso? Porque é o mesmo argumento que se utiliza para amplificar um comportamento na vitória e o mesmo argumento que se utiliza para condenar o comportamento na derrota. Eu explico, se Neymar recupera a bola, nós  contra-atacamos, fazemos o gol e vencemos a partida, iriam falar que o Neymar foi recuperado está pensando no coletivo; mas no dia que perder é burro: 'O jogador Neymar não consegue alcançar o ponta rival.
 É essa a especialidade do meio de comunicação. Os meios de comunicação são especializados em perverter o ser humano para ser: ou derrota, ou vitória."

 - Após aplausos gerados por essa ultima frase,Bielsa complementa:
                   
                                   " Se estamos de acordo, porque permitimos isso?'



0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.